Espécies invasoras em Portugal

AtividadesComentários fechados em Espécies invasoras em Portugal

Uma espécie exótica é uma espécie transportada da sua área de distribuição nativa para um novo ambiente. Quando estas espécies, ao serem introduzidas em novos territórios são mais competitivas que as espécies nativas porque conseguem adaptar-se, estabelecer-se, reproduzir-se e espalhar-se rapidamente, acabam por substituí-las e alargar a sua área e distribuição tornam-se espécies invasoras. 

A invasão biológica já é considerada, a nível global, a segunda maior causa de perda de biodiversidade. Um dos problemas relativamente às espécies invasoras é que estas, uma vez instaladas, são muito difíceis de controlar e quanto mais cedo forem detetadas mais fácil será a sua erradicação.

As invasões biológicas resultam quase sempre, de forma direta ou indireta, de atividades humanas. Para que a luta contra as espécies invasoras tenha sucesso é necessário que, cada um de nós, se sinta um participante ativo na resolução deste problema! Para isso existem várias formas de colaborar:

  • Aprender a identificar as espécies invasoras e não as utilizar;
  • Não contribuir para a introdução de espécies exóticas por mais inofensivas que possam parecer;
  • Ao limpar jardins/espaços verdes/terrenos de cultivo, não deitar restos de plantas exóticas na natureza. E nunca despejar o seu aquário num lago ou rio, nem abandone/liberte animais de estimação;
  • Organizar ou participar em ações de controlo ou de sensibilização sobre espécies invasoras;
  • Utilizar a Linha SOS Ambiente e Território: 808 200 520; sepna@gnr.pt para denunciar situações irregulares. Pode ainda informar a Câmara Municipal ou o ICNF (Instituto de Conservação da Natureza e das Florestas).

No sentido de sensibilizar a comunidade escolar para esta problemática das espécies invasoras em Portugal, alguns alunos do 8.ºano da Escola Básica de Palmeira realizaram trabalhos de investigação, cartazes e flyers sobre algumas das espécies invasoras vegetais que afetam a nossa região, nomeadamente, a mimosa (Acácia dealbata); os Penachos ou Erva-das-pampas (Cortaderia selloana)¸ Espanta lobos (Ailanthus altissim) e outras.

© Agrupamento de Escolas Sá de Miranda - Braga