Eco-Escolas “Horta Biológica e Solidária”

AtividadesComentários fechados em Eco-Escolas “Horta Biológica e Solidária”

Dado que a nossa escola está situada em local de transição entre o meio urbano e o meio rural, é importante aproveitar conhecimento acumulado de várias gerações na reabilitação da horta escolar e sensibilizar os nossos alunos da importância da terra, na produção de alimentos saudáveis, bem como no reaproveitando dos desperdícios das nossas cozinhas, como húmus para fertilizar os solos, através de um processo natural. 

No sentido de reabilitar e dinamizar a Horta Pedagógica Escolar foi criado pela equipa Eco-Escolas o Projeto “Horta Biológica Solidária”. O desenvolvimento deste projeto pretende interligar o meio ambiente na escola como uma prática pedagógica relacionada com a aprendizagem, com vista ao desenvolvimento de capacidades que potenciem a busca de relações com a natureza.

Para a concretização deste projeto, tem sido fundamental o apoio da Câmara Municipal de Braga (CMB) e da comunidade onde a escola se encontra inserida. A Engenheira Natália da CMB proporcionou, na Quinta Pedagógica, uma formação de curta duração a alguns professores e teve ainda a amabilidade de se deslocar à Escola para dar algumas orientações, nomeadamente na organização do espaço da horta; necessidade de reduzir a acidez do solo; utilização de plantas aromáticas e medicinais como separadores dos canteiros, e ainda, outros conselhos muito úteis. A limpeza e lavra do solo para o plantio da horta contou com o apoio do Sr. Paulo Ferreira, ex-aluno da Escola Básica de Palmeira e Enc. de Educação de dois alunos do 6ºA.

Este projeto será implementado ao longo do ano letivo, tendo já sido realizadas algumas tarefas fundamentais, a saber: preparação do solo para plantio da EcoHorta; divisão do espaço da horta em estruturas geométricas em forma de canteiros; experienciação do cultivo de algumas plantas (pencas, cebolo, favas); plantação de algumas árvores de fruto (macieiras, citrinos, …) e a realização da compostagem.

É de salientar que os canteiros criados servem e estão a ser usados, alguns deles, por algumas turmas, pelos alunos com necessidades educativas específicas (ver fotos) e ainda pelos alunos da Brigada Eco-Escolas (ver fotos). Estes últimos têm tido um papel preponderante, na monitorização, quer da horta, quer de outras iniciativas que ocorrem ao longo de todo o ano, como por exemplo, a recolha de RSU (Resíduos Sólidos Urbanos).

Já muito trabalho foi feito, mas ainda há muito por fazer, nomeadamente: novas culturas a semear/plantar; criação de espantalhos pelas turmas de 5º e 6º anos; realização de uma feirinha com venda solidária dos produtos da horta; pintura do muro da horta com temas alusivos à horta biológica e com provérbios relacionados com as sementeiras, etc.

Em suma, procura-se com o projeto da Horta Biológica e Solidária, desenvolver autonomia com vista ao conhecimento de forma atrativa, criativa, significativa e diferente do que é aprendido dentro da sala de aula.

© Agrupamento de Escolas Sá de Miranda - Braga